Estratégia I+D

Na Ferrer, focamo-nos na identificação de projetos de valor distintivo.

Na Ferrer, focamo-nos na identificação de projetos de valor distintivo.

A atividade de I&D da Ferrer foca-se em dar resposta a necessidades médicas não satisfeitas, fornecendo soluções inovadoras. O nosso pipeline inclui projetos de valor distintivo para tratamentos em três áreas estratégicas: sistema nervoso central, dor / metabolismo cardíaco e doenças de nicho / terapias de apoio a doentes oncológicos. A nossa carteira combina abordagens de inovação disruptiva (como tratamentos avançados) e inovações de natureza incremental (como o desenvolvimento de medicamentos de valor terapêutico acrescentado (VTA)).

orange

No cenário corrente de acesso ao mercado, a inovação deve contribuir com um valor clínico significativo reconhecido pelo sistema e pelos seus agentes de forma a garantir um retorno.

i+d

 

O nosso processo de I&D

IDENTIFICAÇÃO DE NECESSIDADES
IDENTIFICAÇÃO DE NECESSIDADES
CRIAÇÃO / PROCURA DE SOLUÇÕES
CRIAÇÃO / PROCURA DE SOLUÇÕES
SELEÇÃO DE PROJETOS
SELEÇÃO DE PROJETOS
INVESTIGAÇÃO PRÉ-CLÍNICA (SE APLICÁVEL)
INVESTIGAÇÃO PRÉ-CLÍNICA (SE APLICÁVEL)
DESENVOLVIMENTO CLÍNICO
DESENVOLVIMENTO CLÍNICO
REGISTO E ACESSO AO MERCADO
REGISTO E ACESSO AO MERCADO
LANÇAMENTO E COMERCIALIZAÇÃO
LANÇAMENTO E COMERCIALIZAÇÃO

Com estes objetivos estratégicos partilhados e alinhados, a atividade de I&D distribui-se por três departamentos:

 
Ferrer Advanced Biotherapeutics (FAB)

Baseado num modelo de colaboração aberta, este departamento foca-se na busca e integração de projetos disruptivos de elevado valor acrescentado e, portanto, de elevado risco técnico. Trata-se de projetos geridos sobretudo em universidades ou startups que desenvolveram toda a fase inicial de descoberta não regulamentada do produto e que, geralmente, passam por um teste pré-clínico de validação do conceito. São projetos de colaboração inicial que permitem o acesso a grupos multidisciplinares com conhecimentos aprofundados da biologia das doenças, dos possíveis alvos capazes de modificar a evolução das patologias e, ainda, dos parâmetros biológicos e clínicos que refletem essa evolução.

Imagen
FAB

Se tem um projeto e está à procura de o desenvolver numa parceria, a Ferrer pode ser o parceiro certopelo que, não hesite em nos enviar o seu projeto através da nossa plataforma Ferrer Open.

ACEDER AO SITE FERRER OPEN

Ferrer Innovation Management (FIM)

O principal objetivo do departamento FIM é gerir a inovação interna na Ferrer em dois níveis: identificar necessidades não satisfeitas nas áreas de tratamento que constituem o enfoque da empresa e criar e gerir projetos de investigação próprios como soluções para essas necessidades. Os projetos de investigação próprios baseiam-se principalmente no desenvolvimento de medicamentos de valor terapêutico acrescentado (VTA), definidos como novos medicamentos baseados em princípios ativos conhecidos que proporcionam melhorias assinaláveis para pacientes, profissionais de saúde e organismos de gestão do sistema de saúde. Estas melhorias abrangem, entre outras, uma maior eficácia, segurança, qualidade de vida, adesão, novas opções terapêuticas e novas vias de administração. Os produtos desenvolvidos incluem novas formulações, indicações, combinações (combinações de medicamentos, combinações de medicamentos e dispositivos) e tratamentos digitais, quer isolados quer como suporte de medicamentos. O FIM colabora igualmente com terceiros sempre que sejam necessários conhecimentos e tecnologia que não estão disponíveis a nível interno. Além disso, o FIM gere os projetos de desenvolvimento derivados do ciclo de vida dos produtos próprios que são comercializados.

Imagen
Estrategia I+D
Imagen
Estrategia I+D
Saúde digital e Tecnologia:

Este departamento lidera a inovação em saúde digital, o ponto de convergência entre a tecnologia, a saúde, a prestação de cuidados e a vida em sociedade. A saúde digital foca-se na criação de tratamentos mais personalizados e precisos para obter melhores resultados clínicos, enriquecer a experiência dos pacientes e dos profissionais de saúde e prestadores de cuidados, aumentando simultaneamente a eficiência e sustentabilidade dos sistemas de saúde e tornando-os mais acessíveis e integrados.

Através do programa Ferrer 4 Future lançamos desafios ao meio empresarial e colaboramos com empresas de base tecnológica para os resolver. As soluções tecnológicas oferecidas pelas start-ups podem ser hardware, tais como dispositivos médicos, ou software combinado com medicamentos como, por exemplo, um assistente cognitivo para a gestão de uma doença. No entanto, a solução pode inclusivamente ser software que funciona como tratamento por si mesmo, sem intervenção de medicamentos, e nesse caso, estamos a falar de terapia digital.

 

 
Alexza Pharmaceuticals

É uma empresa da Ferrer estabelecida em Palo Alto, Califórnia (EUA), proprietária da plataforma Staccato® para a administração pulmonar de princípios ativos que permite obter uma dinâmica semelhante à da administração intravenosa, mas por via não invasiva. Os projetos da Alexza Pharmaceuticals geram uma resposta clínica em minutos depois da administração dos medicamentos por inalação e destinam-se ao tratamento sintomático agudo de patologias do sistema nervoso central. A plataforma está disponível para uso na colaboração com terceiros que pretendam realizar ensaios das suas moléculas na plataforma. Por outro lado, a Alexza Pharmaceuticals possui uma carteira de projetos próprios em desenvolvimento que inclui a plataforma Staccato, de compostos já conhecidos disponíveis através de outra via de administração.

Para obter mais informações sobre a Alexza Pharmaceuticals, visite www.alexza.com

Como funciona o sistema Staccato®

Como funciona o sistema Staccato®

O dispositivo Staccato possui um sistema de aquecimento rápido capaz de atingir temperaturas muito elevadas, de modo a que o princípio ativo, não formulado, depositado como uma camada fina num substrato de aço inoxidável, sofra sublimação. Quando o paciente faz uma inalação através do sistema Staccato, a superfície do substrato de aço inoxidável aquece instantaneamente para criar um aerossol de condensação. O paciente inala o princípio ativo em partículas cujo tamanho lhes permite chegar às zonas mais profundas e vascularizadas do pulmão. Deste modo, obtém-se uma absorção rápida e completa na corrente sanguínea.

orange
right

Produtos em desenvolvimento

 

Sistema nervoso central e Dor

 
Pre-clínica
Fase I
Fase II
Fase III
Registo
Comercialização

FIM 402

Dor neuropática

 

AZ 020

Epilepsia

 

FAB 117

Lesão medular aguda

 

AZ 150

Parkinson

 

AZ 010

Síndrome do vómito cíclico

 

FIM 100

Neuro-reabilitação

 

FIM 911

Artrose

 

METABOLISMO CARDÍACO

 
Pre-clínica
Fase I
Fase II
Fase III
Registo
Comercialização

FAB 120

Retinopatia diabética

 

SP 17001

Aneurisma da aorta torácica

 

DOENÇAS DE NICHO E TERAPIAS DE APOIO A DOENTES ONCOLÓGICOS

 
Pre-clínica
Fase I
Fase II
Fase III
Registo
Comercialização

FIM 3000

Caquexia

 

SP 13004

Mucosite oral

 

SP 15001

Insuficiência renal aguda

 

 

 

Alliances and collaborations

 

Ferrer’s constant commitment to innovation means that a strategy of alliances and collaboration with public research bodies and prestigious biotech companies is essential.

ADVANCE (CAT)

ADVANCE (CAT)

 

ADVANCE (CAT) is a consortium led by the University of Barcelona and Ferrer, made up of by eighteen reference health organizations. As such, it integrates the main biomedical research and teaching centers in Catalonia, as well as public bodies , private foundations and Catalan healthcare companies.

The aim of the ADVANCECAT project is to create an organizational structure to accelerate the development of new advanced therapy medicines, for better management of resources in order to obtain the maximum benefit in the Catalan health system. The creation of a new collaborative network avoids possible overlaps between the various participating institutions and allows them to work in a coordinated way. The main areas of focus are cell therapy, gene therapy and tissue engineering.

The key success of the project has been the integration of organizations in the field of biomedical research, its clinical application and its industrial production. Together, strengths and opportunities have been identified to meet the challenges presented in the field of advanced therapies, enhance research and accelerate the development of new products with a qualitative impact on health systems. These serve as a basis for promoting new economic opportunities in Catalonia. Among the most important results of the whole project are the 8 Phase I and II clinical trials of advanced therapies that have been or are being carried out, in which 171 patients have been treated. In addition, 32 articles have been published in international journals and 3 are pending approval.

Organizations that form part of the ADVANCECAT project:
University of Barcelona (leader), Ferrer (co-leader), Banc de Sang i Teixits, Barcelona Macula Foundation, Bioibérica SA, Butler Scientifics SL, Centre de Medicina Regenerativa de Barcelona, Fundació Bosch i Gimpera, FC Barcelona Universitas - Muscletech Network, Fundació Hospital Universitari Vall d’Hebron - Institut de Recerca, Fundació Institut de Bioenginyeria de Catalunya, Fundació Institut d’Investigacions en Ciències de la Salut Germans Trias i Pujol, Fundació Institut de Recerca de l’Hospital de la Santa Creu i Sant Pau, Fundació Leitat - Muscletech Network, Institut d’Investigació Biomèdica August Pi i Sunyer, Institut d’Investigació Biomèdica de Bellvitge, Tecnologia Regenerativa Qrem, i Universitat Autònoma de Barcelona.

The project is integrated into the NEXTHEALTH community, and has been co-financed by the European Union within the framework of the European Regional Development Fund (ERDF) Catalonia 2014-2020 operational program.

  UNIÓN EUROPEA – FONDO EUROPEO DE DESARROLLO REGIONALUNIÓN EUROPEA – FONDO EUROPEO DE DESARROLLO REGIONAL